Menu Mulher: Seu dicionário feminino na web.

Violência contra a mulher: classe média denuncia menos

Posted on: junho 25, 2009

Por Fernando Gomes

cartazA violência contra a mulher não escolhe época do ano ou hora do dia. Engana-se quem pensa que esse tipo de violação está relacionada apenas às classes mais pobres. De acordo com Deborah Liane Pinto, escrevente policial da Delegacia da Mulher de Balneário Camboriú, médicos, dentistas, advogados, empresários e até delegados têm inquéritos contra eles em processo de análise.

Ameaça, agressão e ciúme integram os principais tipos de abuso. A não aceitação em casos de separação também tem sido observada com maior frequência. “Um dos casos mais extremos aconteceu no final de 2008. Um ex-marido deu sonífero aos filhos para que eles não presenciassem a agressão contra a mãe. Eles já estavam separados há oito anos e ele deu vinte e sete facadas nela, que não morreu. A sorte foi que a filha de oito anos não havia tomado o remédio e mobilizou os vizinhos”, conta a escrevente.

A denúncia e a formulação do inquérito só podem se realizar com o consentimento da vítima, fator esse que impede muitas vezes a aplicação da Lei Maria da Penha. “Os casos mais recentes são de mulheres de classe média. Elas são agredidas física ou moralmente por seus companheiros e procuram a delegacia para conversar, mas por motivos de vergonha, proteção da família, submissão ou apego aos bens acabam não citando nomes, não abrem o pedido de inquérito e assim não podemos fazer nada”, afirma Américo Aurino Ferreira, comissário da mesma Delegacia.

            Tanto a escrevente, quanto o comissário, concordam que a mídia não tem sucesso na redução do número de casos, mas os programas e campanhas divulgados têm sido importantes como instrumentos de orientação à mulher. Recolher-se ao medo do confronto e da mudança de vida é submeter-se ao velho clichê do “ruim com ele, pior sem ele”.

Dados da Delegacia da Mulher de Balneário Camboriú / Maio de 2009

Dados da Delegacia da Mulher de Balneário Camboriú / Maio de 2009

Visite também:

 > Campanha “Onde tem violência, todo mundo perde”, do Instituto Patrícia Galvão

 > Instituto Patrícia Galvão

36 Respostas to "Violência contra a mulher: classe média denuncia menos"

Não deve ser nada facil essa situação para mulher, ma não da pra deixar impune .. pois uma vez que apanha e fica queta .. vai continuar ..

otima postagem!!

Abç.

Fácil não deve ser pois a mulher que é torturada emocionalmente e agredida fisicamente deve ter um bloqueio imenso só de pensar no assunto, quanto mais agir.
Ma spara que isso acabe é necessário que seja tomada uma iniciativa😀

elas deven denunciar de qualquer jeito, pq se num denunciar vai ficar do mesmo jeito
mas tbm é muito facil eu falar assim
ninguem sabe o q se passa na cabeça delas!

A grande maioria das mulheres da classe média vivem as custas dos maridos e temem perder a casa e a vida que tem por isso a pouca quantidade de denuncias

BLOGdoRUBINHO
http://www.blogdorubinho.cjb.net
http://www.twitter.com/blogdorubinho

Não sou da área de serviço social, mas penso que esse é um bom objeto de estudo para produção científica.

Olá! Parabéns por trazer esse tema ao blog. O seu texto é uma prestação de serviço a sociedade e as mulheres. Penso que a mulher tema ter uma exposição social e, por isso, se nega a fazer a denúncia. Mas isso tem que mudar! E o artigo é uma ajuda para esse processo.

Abraço

Uma coisa que me deixa puto é homem batendo em mulher … tem coisa mais feia , poh independente do problema que a pessoa esta passando não justifica uma agressão, epero que tenha uma pena maior a pessoas que fazem isso.
Abrç

http://www.celebritypoke.blogspot.com

As vítimas muitas vezes deixam de fazer a denúncia por medo, isso é um absurdo! Elas acabam sofrendo mais aionda quando deixam o silencio dominá-las.

o pior é que tem mulheres que acham que isso é normal ,e que merecem apanhar.um professor meu disse que viu uma mulher apanhando do marido e então ele foi lá defender,mas a mulher nem ligou e continuou com o cara ,que bateu nela logo em seguida.por mais que eu tenha vontade de dizer que ela mereceu apanhar por isso,eu acho que ela não merece,ninguem merece

É um ato de pura covardia esse.

Mas, o pior é que a maioria das mulheres que sofrem com a violência não fazem a denúncia. E por isso esses covardes não tem medo de continuar cometendo essas atrocidades.

Abraços.

Mais uma vez o menu mulher trazendo informação de qualidade e mostrando-se um bog responsável e dedicado ao seu público.
Os casos se violencia contra a mulher eviolencia domestica devem sim ser denunciados. A mídia pode não diminuir a violencia, mas com informação, as mulheres são mais capazes de denunciar seus agressores.

até…

Que ótima postagem informativa…
Exelente trabalho…gostei do blog , ótimo embasamento informativo…
Obrigado por comentar em meu blog
Beijo e sucesso!
Ps. Penso seriamente em começar a publicar minha poesias e mais uma vez obrigado…pelo estimulo!

olha eu de novo pareciando o seu blog .. rs

Abç

Tem que denunciar esses caras mesmo. O que as mulheres tem que fazer para acabar com isso

Acho que tem que ser denunciado e o agressor arcar com as consequencias.

Bizarro esse tipo de violencia!
Mas se Deus quiser, vai acabar!
Abração do Saci!!!

…. uma vez que apanha…. e fica calada….
pode ter certeza… vaii apa nhar denovo…
Acho q mulher q apanha…deve ter a atitude de denunciar…quem a maltrata… não importa quem seja…

Isso tem q acabar mesmo…

A volência é algo terrível, seja ela vinda de qualquer um. Mas a violência sofrida por aquele que deveria transmitir amor e segurança à mulher, é algo que me deixa estarrecida e chocada. Acredito que o constrangimento é o motivo de muitas mulheres não denunciarem seus agressores. Principalmente das que pertencem às classes mais favorecidas.

Abraços.

Concordo com o Rubens. O qe ainda dificulta nesse combate é a dependencia das mulheres qe são violentadas dos seus maridos. Infelizmente temos notados uma falta de respeito dos homens mesmo sendo alertado quanto a isso. Nos resta orar e Buscar a intercessão de Deus para isso.

Belo Blog

gostei muito do post. É triste saber que falta tanto respeito e vergonha na cara de certas pessoas né… Infelizmente essa é uma realidade hoje em dia. Gostei mto do assunto. Beijos, e obrigada por passar lá no meu blog!

triste realidade, que nem sempre consegue trazer esperança aos que mais precisam dela.
Abraços e obrigado pela visita ao blog! ^^

a infeliz realidade, tirando muitas vezes a esperança daqueles que muitas vezes mal a tem.
Abraços e obrigado pela visita no blog.

Terrível…

Parabéns pelo blog!

E o pior é a mulher que sofre calada.

=/

É barra…

Beiijão

Realmente é uma vergonha. Outro dia eu olhei uma reportagem que o cara agrediu duas mulheres na rua. Foi embora e depois voltou e começou a bater. RIDICULO.

Nossa, impressionante como essa mulher das 27 facadas não morreu! Seu blog é interessante, parabéns…

Visite:
http://papeisriscados.blogspot.com/
&
http://twitter.com/PCNxD

Impressionante como essa mulher das 27 facadas não morreu!
Belo blog, bela premissa… =]

Olá..
belo blog …
Realmente a violÊncia contra mulher não é só cometida em classes muito pobres ..Em classes médias altas tbm , isso é muito comum, Infelizmente =/

Otimo post …

Parabens …

Se puder passsa lá …

http://camilapenha.blogspot.com

ae, pois é, sou novo ainda em design, hehehe
massa o design do teu blog,
abraço.

Olá …
Belo blog ..
Infelizmente a violÊncia contra a mulher existe e muito , realmente as pessoas estão engadas ao pensar que só em classes muito pobres existem a violÊncia , em classe média alta e é muito comun, infelizmente =/

Otimo conteúdo ..Parabens

Se puder passa lá …
http://camilapenha.blogspot.com

É torcer para que as mulheres parem de medo, e denunciem!
Abração do Saci!

tem que denunciiar..mas muitas mulheres se calam..e dexam de ajudar elas mesmas…

Parabéns pelo blog e pela matéria!!!
http://minhaspequenasgrandescoisas.blogspot.com/

Gostei da materia!!
Mulher tem que denunciar esses abusos… Nao entendo como alguem pode aceitar isso em silencio.

É, violência é um caso sério. O ruim é que muitas vezes não podemos fazer nada. Teu blog tem ótimos assuntos, parabéns!
=/

Petição pró Lei Maria da Penha
.
Uma das grandes conquistas do movimento feminista brasileiro nos últimos anos encontra-se ameaçada.
A Lei Maria da Penha segue enfrentando dificuldades sérias para a sua implementação efetiva, apos quase três anos em vigor. Além de encontrarmos a barreira de que a criação dos juizados específicos para os julgamentos dos crimes, desconsiderados como prioridade política na distribuição orçamentária dos estados nos deparamos também agora com a intolerância institucional da justiça criminal, por meio de diversos processos encaminhados ao STF que passam ao largo do texto da Lei 11.340 ao exigirem a representação condicionada das vítimas.
A exigência da representação nos casos de violência física contra as mulheres (lesão corporal qualificada pela violência doméstica), nega eficácia e desvirtua os propósitos da nova Lei, que considera as relações hierárquicas de gênero, o ciclo da violência e os motivos pelos quais as mulheres são obrigadas a “retirar” a queixa: medo de novas agressões, falta de apoio social, dependência econômica, descrédito na Justiça, entre muitos.
Isto significa um enorme retrocesso e pode, paulatinamente, representar a perda destes direitos e um retorno á Lei 9.099, que consagrou a banalização da violência doméstica como crime de menor potencial ofensivo.
.
Vamos ASSINAR e DIVULGAR, basta clicar no link abaixo:
http://gopetition.com/online/28830.html

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: