Menu Mulher: Seu dicionário feminino na web.

Afasta de mim este cálice

Posted on: dezembro 7, 2010

Sábio é aquele que escuta. Pelo menos a gente cresce, se estabelece e orienta os outros a proceder assim. Tem até aquela argumentação que implica se ter dois ouvidos e apenas uma boca. Pra bom entendedor, isso resulta num belo cale-se agora ou arrependa-se para sempre. O gesto do dedo indicador em frente aos lábios fazendo biquinho é primeira imitação que aprendemos a fazer ainda quando crianças. Eis que o silenciar está constantemente presente em nossas vidas. Só não se sabe bem ao certo disseminar o quanto nem o porquê dessa tamanha ânsia de mudez. A gente tem apenas a consciência de que o peixe morre pela boca. Entendeu o trocadilho? Claro que sim, este ditado é tão velho quanto andar pra frente e tão usado quanto jeans surrado. Agora que sou grande e que já posso falar, percebo o quanto querem que nos calemos. Ora com censura de imprensa e ditadura, ora com processos judiciais contra calúnia e difamação. A última moda da sociedade que nada vê e nada fala, é não mais validar o diploma universitário dos conhecidos como faladores de plantão. A imprensa sempre foi alvo dos opositores da fala social. O setor político sempre foi e será o silver tape na boca da gente. Afim de não procriar novos faladores, o diploma do jornalista vem sendo desvalorizado. A herança para a nova presindenta é um anteprojeto de lei sobre regulação da mídia. É o tal “controle social” (um conceito em busca de definição), que o PT levanta cada vez mais alto como bandeira. Tem deixado os profissionais da área eufóricos. Mas é possível escutar uma voz lá no fundo. Uma voz esperançosa que nos alia a tecnologia e nos traz a melhor estratégia para vencer essa luta eterna de gregos e troianos – Comunicação Social versus Silêncio – mais uma vez no ringue: o da Democracia Então agora, nós falantes de plantão temos um armamento capaz de desvendar as tramóias mais invisíveis, sendo ou não jornalista. O pacto do silêncio acabou. Uma rede de informação se alastrou como uma teia. E agora, poder algum nos calará. Não somente a nós jornalistas, mas a nós, o povo. A era da informação, nos concede tanques de guerra para este conflito: o blog e suas aliadas – as redes sociais.

Daniella Medeiros

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: