Menu Mulher: Seu dicionário feminino na web.

Posts Tagged ‘Talita Rodrigues

Por Talita Rodrigues

Licença maternidade

A chegada de um bebê é um dos momentos mais esperados por muitas mulheres. E é nesse período, o dos primeiros meses, que as mamães mais precisam de tempo, tanto para elas quanto para o pequeno ser que acabou de chegar. No caso de mães trabalhadoras, esse tempo único e singular deverá ser estendido por mais dois meses, opcionalmente.

A recente lei de licença maternidade nº 11.770, sancionada em setembro de 2008, prevê a ampliação de 120 dias para 180 dias de licença. Porém, os dois meses adicionais são de opção primeiro da empresa, segundo da funcionária. O problema é que, como não é obrigatório, muitas empresas optam por não conceder o tempo adicional às mães, muitas vezes por desconhecerem a importância deste repouso.

O psicólogo Odair Pavesi, de Joinville, lembra que, com o ingresso da mulher no mercado de trabalho, muitas das suas particularidades foram esquecidas como, por exemplo, as alterações físicas e emocionais em períodos menstruais ou de gestação. O período pós-gestação, segundo o psicólogo, é extremamente importante. “A gravidez altera o psiquismo da mulher, mas qual é a empresa que considera isso? Infelizmente, são raras.”

A professora Sueli Bartnikowsky conseguiu se licenciar por mais alguns meses, após os de obrigatoriedade, porque utilizou a licença prêmio – um tipo de benefício para funcionários públicos. Segundo ela, o tempo adicional foi de extrema importância, pois serviu para ela organizar sua “nova vida” com o bebê e, assim, voltar ao trabalho mais tranqüila, disposta e preparada.

                                              

O psicólogo Odair Pavesi é especialista no atendimento à gestantes.

Ele fala mais sobre o aumento da licença maternidade com a repórter Daniella Medeiros. Confira no àudio a seguir:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

O Blog Menu Mulher entrevista  colaboradores de uma empresa catarinense sobre a ampliação da licença maternidade. Confira a matéria:

Imagens: Talita Rodrigues

Anúncios

Por Talita Rodrigues

DSC03666Retardar o envelhecimento, combater a obesidade e aliviar o estresse. Estas são algumas das muitas promessas feitas pela Medicina Ortomolecular, uma prática medicinal ainda muito jovem, mas já muito polêmica.

A Medicina Ortomolecular propõe cuidar do equilíbrio das células através da reposição ou eliminação de substancias. Segundo o especialista em medicina ortomolecular Edson Maffezzolli o tratamento é feito a partir de três etapas: a primeira é identificar o desequilíbrio, a segunda é desintoxicar o organismo do paciente com a mudança de hábitos e a terceira etapa é a reposição ou eliminação das substancias necessárias para o equilíbrio da célula.

Quanto à eficácia do tratamento em tantos casos, Maffezzolli ressalta que, como a

Dr. Edson Mafezolli

Edson Mafezolli

maioria das doenças são causadas por algum desequilíbrio na célula, a medicina ortomolecular pode realmente servir para curar muitos males. Porém, há muitas controvérsias. O endocrinologista Edmundo Rainoldo afirma que a terapia não é capaz de cumprir nem metade das promessas de cura e a classifica com “balela”.

Apesar de a prática ser reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina desde 1998, através da resolução nº 1500/1998, as críticas em torno do assunto nunca pararam. O médico Roberto DÁvila, que acredita na medicina ortomolecular, diz que toda ciência precisa de discussões e críticas para se consolidar e, para ele, sobreviver à tantos relatos desfavoráveis é o que dará credibilidade à prática ortomolecular.

Ouça aqui um trecho da entrevista com o  médico  Edson Maffezzolli.Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Entrevista com a empresária Renata Morais da Silva que fez o tratamento ortomolecular
 – Por que procurou o tratamento?Tratamento de enxaqueca

-Quanto tempo durou o tratamento?

1 ano

– Houve algum fator negativo?

O tratamento assusta na parte financeira pois são muitos remédios ( naturais ) manipulados, sessões de aplicação de soro ( média de R$ 100,00 ) e aplicação de ampolas. Além da parte financeira o paciente deve carregar os remédios para lá e pra cá durante o dia pois tem os horários para tomar.

-O tratamento foi satisfatório? Porque?

No geral foi bem satisfatório, os resultados foram bons, não melhorei 100% pois enxaqueca é difícil saber exatamente a causa, mas passei por vários exames e alguns comprovaram que não era nada sério, mas sim algo relacionado com alimentação e ritmo de vida. Acretido que a idéia do tratamento ortomolecular é a prevenção de doenças na idade avançada, o médico te expõe as mudanças e necessidades dos dias de hoje, como isso refletirá no futuro na vida das pessoas. Para mim foi mais um aprendizado de como levar minha vida no dia a dia, buscando cada vez mais a qualidade!