Menu Mulher: Seu dicionário feminino na web.

Posts Tagged ‘Balneário Camboriú

Por Fernando Gomes

cartazA violência contra a mulher não escolhe época do ano ou hora do dia. Engana-se quem pensa que esse tipo de violação está relacionada apenas às classes mais pobres. De acordo com Deborah Liane Pinto, escrevente policial da Delegacia da Mulher de Balneário Camboriú, médicos, dentistas, advogados, empresários e até delegados têm inquéritos contra eles em processo de análise.

Ameaça, agressão e ciúme integram os principais tipos de abuso. A não aceitação em casos de separação também tem sido observada com maior frequência. “Um dos casos mais extremos aconteceu no final de 2008. Um ex-marido deu sonífero aos filhos para que eles não presenciassem a agressão contra a mãe. Eles já estavam separados há oito anos e ele deu vinte e sete facadas nela, que não morreu. A sorte foi que a filha de oito anos não havia tomado o remédio e mobilizou os vizinhos”, conta a escrevente.

A denúncia e a formulação do inquérito só podem se realizar com o consentimento da vítima, fator esse que impede muitas vezes a aplicação da Lei Maria da Penha. “Os casos mais recentes são de mulheres de classe média. Elas são agredidas física ou moralmente por seus companheiros e procuram a delegacia para conversar, mas por motivos de vergonha, proteção da família, submissão ou apego aos bens acabam não citando nomes, não abrem o pedido de inquérito e assim não podemos fazer nada”, afirma Américo Aurino Ferreira, comissário da mesma Delegacia.

            Tanto a escrevente, quanto o comissário, concordam que a mídia não tem sucesso na redução do número de casos, mas os programas e campanhas divulgados têm sido importantes como instrumentos de orientação à mulher. Recolher-se ao medo do confronto e da mudança de vida é submeter-se ao velho clichê do “ruim com ele, pior sem ele”.

Dados da Delegacia da Mulher de Balneário Camboriú / Maio de 2009

Dados da Delegacia da Mulher de Balneário Camboriú / Maio de 2009

Visite também:

 > Campanha “Onde tem violência, todo mundo perde”, do Instituto Patrícia Galvão

 > Instituto Patrícia Galvão

Por Daiane Basso

Cartaz

“Mulher apaixonada e segura usa camisinha. Camisinha, quando um usa, dois se protegem”. Essa é apenas uma das campanhas de prevenção contra a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis promovidas pelo Ministério da Saúde.

Segundo pesquisa do próprio Ministério, realizada com pessoas de 15 a 64 anos de idade em 2008, 16% dos brasileiros traem e são os homens os que mais o fazem: 21% contra o índice de 11% para as mulheres.

A pesquisa também analisou o uso do preservativo nas parcerias casuais fora da relação estável. O uso nessa situação é baixo, 63% não adotaram preservativo em todas as vezes que fizeram sexo com parceiro eventual. Entre os homens, o índice é de 57% e entre as mulheres 75%.

Para entender um pouco mais dessas questões, o Menu Mulher foi até o CISS, Centro Integrado Solidariedade e Saúde de Balneário Camboriú, que presta assistência juntamente com o Hospital Dia e o Serviço de Atendimento Especializado, o SAE.

O psicólogo Evandro Fernandes Alves, 36 anos, afirma que hoje o número de pacientes infectados pelo vírus da Aids está praticamente igual entre homens e mulheres. Os maiores índices estão entre os heterossexuais, seguido de bissexuais e homossexuais e, em terceiro lugar, estão os usuários de drogas injetáveis.

O município apresenta um quadro de pontos críticos, sendo eles:

# alta sazonalidade da população, justamente por ser uma cidade turística;

# o número de profissionais do sexo aumenta durante a temporada;

# a feminização da epidemia;

# grande número de usuários de drogas;

# gestantes que realizaram teste rápido somente na maternidade;

# baixo número de população vulnerável realizando testagem.

Vale ressaltar que as doenças sexualmente transmissíveis e o vírus da Aids não têm perfil definido, nem hora ou local para o contágio. A prevenção é a única forma de evitar essas contaminações e você é a única pessoa capaz de evitar isto, sempre fazendo o uso do preservativo. Confie exclusivamente em você, a sua saúde não tem preço.

Leia também:

Quadro de DST

Aprenda sobre HIV e Aids

“O QUE PROMOVE O USO DO PRESERVATIVO

Preservativo– O Departamento de DST e Aids – responsável pelo estudo – criou um modelo estatístico para analisar as informações da pesquisa e identificou quais são os principais fatores que impactam a adoção do preservativo. Gênero, acesso gratuito à camisinha e quantidade de parcerias casuais são as características mais importantes:

# Homens têm 40% mais chance de usar camisinha que as mulheres;

# Quanto mais jovem, maior a probabilidade de uso de preservativo (a cada ano, diminui 1% a chance de o indivíduo usar preservativo);

# Quem teve mais de cinco parceiros casuais nos últimos 12 meses tem quase duas vezes mais chance de usar que os que não tiveram;

# Quem já pegou preservativo de graça tem duas vezes mais chance de usar que aqueles que nunca pegaram.

A divisão por sexo mostra que alguns fatores têm impacto diferenciado sobre homens e mulheres. Entre eles, os “solteiros” têm quase quatro vezes mais chance de usar a camisinha que os com relações estáveis; os que já pegaram preservativo de graça têm 80% mais chance de usar que os que nunca pegaram. Entre as mulheres, as “solteiras” têm mais que o dobro de chance de usar que as “casadas”. As que já pegaram preservativo de graça têm mais que o dobro de chance de fazer sexo seguro que as que nunca pegaram”.

*Fonte: Ministério da Saúde

* Confira na íntegra pesquisa realizada

Confira as dicas do Menu Mulher para esse inverno

Por Daiane Basso

make 1

Não tem como negar, a preocupação com a beleza não tem data e nem local, e o inverno acaba trazendo um estilo mais elegante. Entre botas, lenços e a grande quantidade de roupas para se manter aquecida, as mulheres têm outras preocupações que vão além do vestuário: os cabelos, a pele e as maquiagens entram em cena.

O atendente do Boticário do Shopping Atlântico de Balneário Camboriú, Gabriel Basso, 21 anos, dá algumas dicas para você arrasar: “A aposta da estação são os olhos bem marcados, delineados e esfumados. O batom vermelho também é a cara do inverno”. Como opção para um visual mais intenso, pode-se usar tons em bronze, lilás e rosa; já para um visual mais suave, recomendam-se os marrons e camurças. Para quebrar um pouco as cores expressivas nas bochechas, o rosado ou os tons de pêssego transmitem uma naturalidade. Iluminadores como brilhos labiais e batons com cores vivas, dão um toque final para um look moderno e sedutor.

Já para os cabelos, segundo a profissional Clara Veiga, a grande tendência da moda é o natural na cor e na textura. A chapinha saiu totalmente da moda e os crespos estão em alta nessa estação. Com relação às cores, o ideal é apostar nos tons de caramelo, dourado e canela, porém a cabeleireira ressalta que “deve-se usar o chamado jogo de cores, misturar em mechas e jamais utilizar somente uma tonalidade”. E se você quer saber qual corte fica melhor, é importante deixar claro que cada pessoa tem um estilo, porém os cortes desfiados e nada parelhos servem de opção tanto para cabelos longos quanto para os curtos.

Essas são as dicas do Blog Menu Mulher para realçar a sua beleza, mas é bom lembrar que em primeiro lugar vem a sua opinião sobre o que fica melhor para você. Assim, quando você definir o que se encaixa com o seu perfil, vale aderir ao novo visual e arrasar nesse friozinho com muito estilo e glamour.

Visite também:

> O Boticário

> Canal de Vídeos O Boticário no Youtube

Por Vanessa Tasca

O mercado dirigido ao dia dos namorados deixou o convencional em Balneário Camboriú e se dirigiu mais diretamente às principais consumidoras da data. Na tarde de 06 de maio, sábado, a Wave Academia promoveu o “Curso de Danças Sensuais” só para mulheres. A iniciativa partiu do professor Valdecir da Silva, que trabalha com esse tipo de evento há três anos.

Com o dia dos namorados chegando, a academia fez uma parceria com o professor e pela primeira vez deu para suas alunas e interessadas a oportunidade de um curso elaborado com muito humor, a fim de ensinar as mulheres “como serem sensuais, ousadas e não vulgares”.

Compareceram ao evento cerca de 60 mulheres entre 25 e 50 anos. Elas foram recepcionadas com uma exposição da Tempero Apimentado Sex Shop e brindes da Avon. O curso iniciou com uma palestra sobre a musculatura e o funcionamento da região pélvica e pompoarismo – manobras e movimentos para obter maior prazer sexual.

No decorrer, as participantes aprenderam noções básicas de streap tease, danças sensuais, dança do ventre e expressões faciais. A loja Sonho Chic apresentou um desfile de lingerie, houve sorteio de brindes e no intervalo, o café contou com um bolo no formato do órgão masculino para divertir as  mulheres.

Confira fotos do evento: